Planejamento para equilibrar o orçamento familiar e poupar

Planejamento para equilibrar o orçamento familiar e poupar

Sabemos que uma das grades dificuldades do brasileiro é poupar, por vários motivos, desde a questão cultural ou até mesmo pelo momento econômico pelo qual passa o país ou por questões financeiras pessoais.

Mas, o fato é que poupar é uma necessidade e só nos damos conta do que deveríamos ter feito quando o tempo já passou. Por isso, o equilíbrio do orçamento familiar é um dos pontos fundamentais para conseguir organizar a vida financeira e começar a poupar para adquirir bens ou para ter um futuro mais tranquilo.

E para conseguir o tal equilíbrio no orçamento familiar todos os membros da família tem que participar e aí é que entra o segredo da correta abordagem sobre o tema para cada um dos membros. Você pode conversar com cada um separadamente ou então fazer uma reunião familiar e conversar com todos de uma só vez. O importante é determinar, em família, como será o novo orçamento da casa deste momento em diante, sempre tendo um objetivo muito claro em mente, quer seja a aquisição de novo bem ou uma poupança para o futuro.

De maneira prática, vamos ver alguns itens que interferem e muito no orçamento de qualquer família:

  • Não contabilizar os gastos mensais: Em geral, pessoas que não costumam ter uma planilha organizada com todos os gastos mensais da casa costumam se perder nas contas. Além das contas que pagamos todos os meses, também existem os gastos extras, que realmente acabam com qualquer organização financeira se não forem muito bem gerenciados e contabilizados. Estamos falando daquele cinema, estacionamento, presente de aniversário, um sorvete aqui, um café ali e assim por diante. Anote o valor gasto todos os dias ou pelo menos uma vez por semana, porque só assim você vai conseguir acompanhar durante o mês quanto da sua reserva para gastos extras já consumiu.
  • Gastar mais do que se ganha: Quem quer construir um patrimônio, ter uma poupança ou adquirir novos bens não pode gastar mais do que a receita que consegue ganhar no mês a mês. Fazer créditos pessoais, usar cartão de crédito ou cheque especial são atitudes praticamente proibidas se você deseja alcançar seu objetivo. O correto é cortar as despesas desnecessárias e gastar menos do que se ganha porque só assim sobrará algum valor para ser investido. O segredo é gastar menos e poupar mais.
  • Não classificar seus gastos mensais: Quando você não classifica seus gastos fica tudo muito confuso, por isso uma boa ideia é classificar seus gastos de acordo com sua finalidade. Assim você consegue entender melhor no que está gastando. Por exemplo, você pode fazer a seguinte classificação:
    1. Moradia: aluguel, IPTU, água, luz, gás, internet;
    2. Alimentação: supermercado, feira, açougue, padaria;
    3. Educação: escola, material escolar, lanche, uniforme, passeios e atividades extra curriculares;
    4. Vestuário: roupas e calçados;
    5. Saúde: convênio médico, consultas e exames, farmácia, dentista;
    6. Lazer: aqui entra o cinema, jantar, viagem, teatro, encontro com amigos, aniversários e festas;
    7. Transporte: todos os gastos com seu veículo (combustível, óleo e manutenção) ou qualquer outro meio de transporte;
    8. Financeiro: qualquer outro tipo de dívida (empréstimos, cartão de crédito, cheque especial, contas atrasadas);
    9. Gastos pessoais: são aquelas coisas que você gasta só com você: cabeleireiro, cosmético ou um presentinho pra você mesmo.
  • Não planejar seus gastos: Quem não acompanha o que gasta sempre gasta mais do que imagina. Acompanhando seus gastos mensais através de uma planilha organizada você vai ver como fica fácil organizar os gastos do mês seguinte. Você vai poder determinar no que não vai ou não gastar, e principalmente focar no que deve reduzir gastos, como, por exemplo, nas contas da casa, como água e luz ou supermercado, o que parece ser impossível antes de montar sua planilha.

Baixe aqui um modelo de planilha de controle de gastos desenvolvida pela ABAC e que vai te ajudar muito a se organizar.

Fazendo este controle por um pequeno período você já vai entender para onde está indo seu dinheiro e o que deve mudar para alcançar seus objetivos.

Agora, se você quiser aproveitar e adquirir um bem sem juros, faça um consórcio. Com certeza você vai se programar ainda melhor para pagar as parcelas mensais e não deixar seu dinheiro ir embora. Acesse https://primorossi.com.br/ e saiba mais.