Fui contemplado pelo consórcio de imóveis, e agora?

Fui contemplado pelo consórcio de imóveis, e agora?

Depois de algum tempo pagando suas parcelas mensais do consórcio de imóveis, a contemplação acontece!

E agora? Primeiro escolhe o imóvel que quer comprar ou procura a administradora?

Vamos ver como proceder após a contemplação!

Logo após a assembleia você será comunicado sobre a contemplação e precisará apresentar alguns documentos à sua administradora de consórcio para que seja feita a análise do seu cadastro nos órgãos competentes, tais como: documentos de identificação, comprovação de endereço e renda.

Essa análise e respectiva aprovação do cadastro do consorciado é fundamental para garantir a segurança do grupo de consórcio ao qual você pertence, já que muitas vezes o consorciado recebe o bem, meses ou anos, antes de finalizar os pagamentos das parcelas mensais. Por isso, um histórico financeiro positivo e a comprovação de renda são tão importantes.

Esse é um dos principais motivos do consórcio ser um investimento seguro e a administradora de consórcios tem o dever de proteger o investimento de todos os seus consorciados.

Como a carta de crédito é utilizada

Só depois de fornecer os documentos cadastrais requisitados pela administradora, é que você informará qual imóvel deseja comprar. Lembre-se de que, quando contemplado, o consorciado poderá optar por imóvel residencial, comercial, terreno, construção, reforma, quitação de financiamento de imóvel da mesma titularidade, obedecendo às cláusulas contratuais do Contrato de Adesão.

A responsabilidade pelo pagamento do imóvel será da administradora, que fará o depósito do crédito da sua cota diretamente na conta do vendedor do imóvel, seja pessoa física ou jurídica.

 Contrato do seu imóvel em mãos

Assim como o pagamento do imóvel, a administradora providenciará o contrato para assinatura dos envolvidos. Após a assinatura, você ficará responsável pelo registro do contrato no Cartório de Registro de Imóveis da sua cidade, com todas as assinaturas reconhecidas.

Ao escolher seu novo imóvel é importante considerar nas suas despesas, alguns custos relacionados a taxas e impostos, além do valor do imóvel propriamente dito. Os principais são:

  • Custos de honorários advocatícios para elaboração e contrato de compra e venda
  • Cartório de Registro de Imóveis, responsável pelo registro da operação de compra;
  • ITBI (Imposto de Transmissão de Bens Intervivos), que é pago para a Prefeitura.

Essas taxas e impostos variam de acordo com o valor do imóvel e da cidade onde a operação acontece. Portanto, pesquise na hora de escolher o imóvel para saber quanto terá de pagar para não ser pego desprevenido durante o processo.

O importante é se planejar para que esse grande momento ocorra da melhor maneira possível. Ainda possui dúvidas? Confira no nosso site as perguntas mais frequentes sobre consórcio de imóveis.